Publicado por: Weskley Cotrim | 19/05/2008

Porque Cartas de Patmos?

Quando estava pensando no nome desse blog, comecei a fazer algumas considerações sobre os objetivos desse meu novo empreendimento. Deveria ser um espaçao para que eu pudesse exercitar a escrita. Teria de tudo um pouco, mas acima de tudo deveria conter reflexões.

Bem, até aí nenhum problema. Mas como refletir em meio a agitação do dia-a-dia? Como parar para ouvir o que Deus tem para me falar? Sim, esse blog tem caráter eminentemente cristão.

Para conseguir tudo isso, e principalmente ouvir meu principal conselheiro, eu precisaria estar isolado, não do mundo, mas das minhas preocupações, dos meus afazeres diários, efim, de tudo aquilo que rouba o nosso tempo, e nem sempre é tão importante assim.

Então lembrei-me da figura de João, exilado na ilha de Patmos. Ao mesmo tempo que parecia ruim estar afastado de tudo e de todos, ele podia desfrutar da companhia do Salvador. Isso era mais que suficiente para preencher sua vida. Isso lhe confortava e o enchia de esperança.

Foi também na ilha de Patmos que João teve uma das mais notáveis experiências da sua vida. Foi lá que ele pode ver uma pequena fração da glória de Deus.

Juntando tudo isso, percebi que se eu quisesse escrever algo de bom, primeiro teria que me fechar para o mundo e me abrir para Deus. Deveria parar de olhar para minhas ocupações e escolher a melhor parte assim como fez Maria, na presença de Jesus. “Mas Jesus respondeu: Marta, Marta, andas preocupada e aflita com tantas coisas, quando uma só é necessária. Maria escolheu a melhor parte, que não lhe será tirada.” Lucas 10:41 e 42.

Por tudo isso, concluí que deveria me auto-exilar em alguns momentos, para ter a oportunidade de conversar e aprender com o meu Senhor. Só assim seria possível escrever algo que realmente valesse a pena.

Portanto, espero fazer bom proveito do meu exílio diário com Deus. E, que esse exílio possa me ajudar a produzir textos que venham a abençoar a vida dos meus leitores.

Então, diante de todas as explicações dadas acima, não vi nome mais apropriado que Cartas de Patmos (Letters from Patmos).

Vou chegando ao fim desse artigo deixando o convite a você leitor, para também se auto-exilar por alguns instantes do seu dia na presença do Deus Todo Poderoso, lá você com certeza terá a oportunidade de ter um relacionamento intimo com Ele.

Que Deus abençoe a todos.

ps. Também escreverei artigos sobre temas diversos, principalmente sobre desenvolvimento tecnológico e tecnologia de alimentos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: