Publicado por: Weskley Cotrim | 10/07/2008

Devocional – Dia 11 – Se Você não Morder a Minhoca, Nunca Experimentará o Anzol

Introdução

Por que anzóis vazios não fisgam peixes? Que tipo de peixe morderia um anzol vazio? Por que pecados vazios não fisgam pessoas? Que tipo de pessoa morderia um pecado vazio. Espete numa minhoca viva, sacudindo, grande, suculenta e esconda por completo o anzol e aquele peixe pode realmente ser tentado a morder. Espete numa tentação de verdade, se movendo, atrativa, disfarçada e esconda as reais conseqüências e a pessoa pode realmente ser tentada a pecar.

O que está na essência de cada tentação para o peixe, o pássaro, a fera e a ser humano? Falácia. Quanto melhor a falácia, melhor a tentação. Por que selecionamos aquela isca específica? Por que movimentamos aquele atrativo de forma tão especial? Por que nos escondemos atrás dos arbustos e só sussurramos? Por que pescamos bem cedo pela manhã e não ao entardecer? Simplesmente porque se você quer pegar um peixe, deve tentá-lo quando eles estão mais suscetíveis ä fome e depois presenteá-los com seu café da manhã preferido…

O que a Bíblia Ensina

Você sabe o que as “Tentações” realmente são? Constantemente, elas são caçadores velhacos. Elas estão ativas e não passivas. Elas vêm atrás de você ao invés de você ir atrás delas. Examine bem Tiago 1.14

“Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte”.

Dê uma olhada no primeiro passo: você tem que ver (ou pensar) a tentação antes que você possa desejá-la. Então, você deve ser atraído a ver, cheirar, sentir pensar em algo. Neste exato momento, dependendo de seu “fator cobiça”, você está vulnerável a ser tentado.

É importante perceber que a maioria das tentações ocorre quando você menos está esperando. Não pense somente naqueles “grandes pecados”, mas nos “pecados do dia-a-dia” (se podemos dizer isso) que atrapalham persistentemente a sua santidade pessoal. Todos aqueles pecados do dia-a-dia têm seu ponto de partida com suas tentações. Mas, na maioria dos casos, quando você nem está pensando sobre pecado ou mesmo nos seus “desejos”, as tentações vêm escondendo-se atrás de você. Para que uma tentação o impulsione para o pecado, primeiro ela deve chamar sua atenção. É isto o que a Bíblia quer dizer por “quando esta o atrai”, as tentações devem primeiro distrair você do que está nas suas mãos para o que está nas mãos delas. Mas até que você se torne bem sensível ao processo de tentação, provavelmente você não estará atento quando estiver sendo atraído.

Quando você é atraído, a tentação parte para o passo crucial em todo o processo de direcioná-lo da “santidade” ou mesmo da inocência” para o ato do pecado ou “não santidade”. Uma vez que sua atenção é cativada, o objetivo crucial é se a tentação irá ou não manter sua atenção por tempo o suficiente para sua “cobiça” ou “desejos” serem provocados.

A palavra “tentação” significa “isca” ou “armadilha”. A tentação cativa sua atenção e a focaliza em algo que possa parecer bom apenas para você, neste momento e neste lugar. Depois, aquela tentação começa a sacudir aquela incrível isca bem na frente dos seus olhos! Quanto mais você olhar para a isca ou pensar sobre aquele pensamento tentador, mais poder ela parecerá ter sobre você e aparentemente tenta você cada vez mais.

Para Você Meditar

Mas, onde está aquela atração tentando atrair você? O momento em que suas emoções estão em alta, você está em perigo. O momento em que você diz, tudo bem posso me aproximar mais um pouco ou dar uma segunda olhada ou demorar mais um momento ou fantasiar apenas por mais um instante, é o momento em que sua santidade está em perigo de ser tentada para a categoria da “não santidade”.

É óbvio que tentações não podem ser pecado. Antes, são o “anúncio” para tentá-lo a comprar! Até que você compre, você não pecou. Tantas pessoas estão confusas sobre este assunto. A tentação não é pecado. Como a tentação poderia ser pecado quando a Bíblia abertamente declara que Jesus foi tentado/

“Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado”. (Hebreus 4.15)

Então, a tentação não pode ser má e pecaminosa. A tentação é apenas parte do viver. Até onde eu posso determinar, só existe uma maneira definitiva de evitar a tentação, mas está a sete palmos abaixo da terra!

Agora, pense por um momento sobre as áreas de sua vida que você sente que encaixaria na categoria “não santa”. Adivinhe o que se encontra antes de cada um daqueles tipos de pecado? Exatamente, tentações que levam a pecar. Sabe qual é uma das coisas mais importantes que você deve aprender na sua peregrinação ruma à santidade? Identificar imediatamente quando você tem sido atraído e quando você está no processo de ser “tentado”. Por que? Porque é neste exato momento que você deve dar meia volta. O quanto antes você parar de considerar a tentação, mais seguro você estará. Não apenas isto, mas as tentações são coisas notáveis, quanto mais você as considera, mais fortes elas se tornam. Da mesma forma, o momento mais fácil de permanecer santo é no primeiro instante quando está sendo atraído ou tentado. Por isso, não vá até aquela isca com ar de quem entende, com seus olhos fechados e seus desejos a todo vapor. Quando você perceber uma situação tentadora, eleve sua mente. Renove sua vontade. Envie uma prece ao céu. Desligue tudo. Não permita que a “Caçadora de Pecado” faça de você um troféu de parede.

Texto do Pr. Eduardo Arata
Que Deus abençoe a todos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: