Publicado por: Weskley Cotrim | 16/08/2008

Devocional – Dia 15 – A Verdade Plena sobre o Sexo no Casamento

Introdução

Pense sobre ontem por um momento. Quantas refeições você comeu? Por que as comeu? Se vocês são como a maioria de nós, vocês provavelmente comem três refeições e dão umas beliscadas entre elas e vocês comem porque provavelmente estão com fome e vocês podem estar buscando alguns degraus de um sutil conforto.

Quantas vezes você se sente culpado por sentir fome?

Agora, você pode ter se sentido culpado sobre o fato de quando você se sentou para comer e ultrapassou o limite e exagerou cometendo o pecado da glutonaria. Mas, misturar o pecado da glutonaria com a necessidade e o desejo de comer seria um grande erro! A fome é dada por Deus e deve ser satisfeita, enquanto que a glutonaria é quando uma pessoa usa a necessidade dada por Deus, mas ultrapassa os limites aceitáveis da satisfação. Você deve comer para satisfazer sua necessidade, mas não para ultrapassar os limites do autocontrole normais.

Imagine que nesta pequena analogia está a idêntica verdade, aplicável à sua vida sexual. Não somente seu desejo de comer foi dado por Deus, mas também seu desejo pelo sexo. Não somente Deus providenciou formas de satisfação da fome pela comida, como também providenciou a forma de satisfação do sexo através de seu cônjuge.

Agora, você acredita que a vontade de comer é errada?
Você acredita que a vontade pelo sexo é errada?
Ambas são universais e dadas por Deus.
Ambas tem soluções universais e dadas por Deus.
Vamos dizer que por alguma razão você não pôde comer quando estava com fome e foi forçado a sair sem lanches e aperitivos. Embora você estivesse com muita fome, você se sentiu desconfortável e consciente sobre pedir comida ao chefe da cozinha. Ou, quando você pediu a comida, você encontrou a cozinha trancada e indisponível para você porque o chefe estava relutante para cozinhar alguma coisa para você naquele dia. O que você faria?

Depois de um tempo, você seria mais e mais tentado severamente a procurar outra fonte de comida. Por quê? Porque quanto mais você fica sem pedir comida por vergonha de estar com fome de novo, ou quanto mais lhe foi negada a comida pela pessoa que controla a comida, mais sua fome cresce e o impulsiona a buscar outra solução.

Mas, o único problema foi que não tinha nenhum outro lugar lícito para encontrar comida para você! A comida que era lícita para você estava totalmente fora de seu alcance, então, você se encontrou tentado e tentado e tentado e breve estava considerando consigo mesmo obter comida ilícita.

O que a Bíblia Ensina

Você vê aplicação imediata para o que a Bíblia ensina? Não perca isso, meu amigo! Estou absolutamente convencido de que a vasta maioria da imoralidade sexual entre os cristãos é porque não entendem os claros ensinamentos da Bíblia sobre este assunto vital que é a imoralidade sexual. E “por causa da impureza, cada um tenha a sua própria esposa, e cada uma, o seu próprio marido”.

Se você sempre teve boa comida sobre a mesa nas horas das refeições e refeições semiprontas no armário como poderia ser tentado a roubar a comida dos outros?

Quando as necessidades estão satisfeitas, a tentação de satisfazer aquelas necessidades de forma inapropriada é, para a maior parte, tomar conta. (Mais tarde, nesta semana, a outra metade deste assunto será discutida, seu desejo pelo prazer sexual fora do casamento).

É esta a razão pela qual 1 Coríntios continua com as palavras:

“O marido conceda à esposa o que lhe é devido, e também, semelhantemente, a esposa, ao seu marido.
A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim a mulher”.

Para Você Meditar

Porque Deus providenciou a “comida” para satisfazer o desejo pelo sexo para cada homem e mulher na pessoa de seu cônjuge, o marido conceda a esposa o que lhe é devido e a esposa ao marido. O que a Bíblia quer dizer neste contexto com o marido conceda a esposa o que lhe é devido se não que ele deve ser a “comida” para a fome sexual de sua esposa. Outra vez a Bíblia não deixa margem para confusão neste assunto porque o verbo “conceder” ou “apresentar” está no imperativo, Deus ordena que vocês satisfaçam as necessidades sexuais uns dos outros. Você está satisfazendo as necessidades de seu cônjuge? Você está tendo suas necessidades satisfeitas?

Texto do Pr. Eduardo Arata
Que Deus abençoe a todos.

Leia Também:
Devocional – Dia 14 – O Plano de Deus para Previnir a Imoralidade
Devocional – Dia 16 – Até Onde Deus foi para Previnir a Imoralidade


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: